QFSR no Youtube : nova identidade

Já percebeu as mudanças por aqui e nas nossas outras mídias?

Sim, estamos de cara nova, visual refreshed e vocês podem acompanhar esse processo de criação realizado pela fofa Anna Shaw através do nosso Youtube .

Sim, o vídeo dessa semana apresenta quem está por trás do nosso novo visual e como foi o processo de criação!

 

 

E aí, curtiu?

Não esquece de curtir e se inscrever no nosso canal!

Beijos da Valen

Eu sei quem faz minhas roupas: África do Sul

Essa é a história de uma viagem de férias para a África do Sul que acabou sendo promovida a trabalho. Isso porque o QFSR é aquele trabalho que dá gosto de fazer. Geramos muito conteúdo por lá sobre consumo consciente, consumo em viagens e moda ética e justa. E hoje quero mostrar um resumão dos melhores looks do bem que rolaram por lá.

Eu sei quem faz minhas roupas: F8 (Cape Town) + PAR

Se você acompanhou nosso último post aqui no blog, já sabe que está rolando novidade por aqui. Agora temos um CANAL NO YOUTUBE (clique aqui para conhecer e se inscrever). Isso mesmo, estamos ampliando os nosso horizontes e entrando no mundo do audiovisual também, hahaha.

No vídeo eu dividi com vocês um pouquinho da minha conversa com a Liezel da F8 top que faz as jaquetas mais lindas que eu já tive o prazer de ver, e vestir. Apaixonei tanto no trabalho dela que acabei trazendo uma para passear comigo aqui no Brasil, haha. E é claro que eu tinha que dedicar um post todinho para ela, já que são muitos detalhes.

Apresentando: Mínima

Mesmo com pouco tempo de blog (começamos em maio desse ano), já contei aqui algumas histórias de pessoas e marcas que me tocaram de verdade. História de gente que deixou o emprego, mudou a carreira, descobriu o que amava ou o que, simplesmente, não gostava. Diversas histórias lindas e inspiradoras, mas nenhuma dessas me emocionou tanto quando a da Mínima e sua idealizadora, a Fernanda.

Review Slow Living: um incentivo para desacelerar

Uma das coisas que estou tentando trabalhar durante esse meu processo de mudança é parar de viver esperando a sexta-feira, o feriado ou as férias para ser feliz. É um processo árduo, mas venho sentindo progresso e aos poucos estou tentando vibrar com nossas, normalmente não gratas, segundas-feiras.

Além disso, desde o surgimento do blog na minha vida, estou sempre em busca de novas páginas que tenham relação com produção justa e slow. Em uma dessas buscas eu conheci a Review Slow Living.