Apresentando: Côté

A Côté já chama a minha atenção desde o comecinho do blog. Esse post só demorou tanto para ser publicado porque a Pri, idealizadora da marca, é uma pessoa muito difícil de ser encontrada. Precisei ir até Porto Alegre para conversar com ela pessoalmente, hahaha!

Brincadeiras a parte, a Pri é a mulher por trás das peças lindíssimas da Côté e participa de absolutamente todos os processos, além de tocar (junto com seu sócio) um escritório de arquitetura. É, galera, se prepara que vai rolar um GIRL POWER daqueles!

QFSR no youtube: GENDERLESS

Você sabe o que é Genderless?

Basicamente, é uma moda sem gênero. Aquele modo de se vestir quando você não se importa se aquilo é masculino ou feminino, apenas veste e vai ser feliz.

No vídeo de hoje tenho um convidado especial, o Ericmeu marido e apoiador do QFSR. Eu e ele vamos explicar melhor o conceito e genderless e contar as 5 peças de roupas que compartilhamos.

Curtiu? Não esquece de clicar no dedinho para cima e se inscrever no canal. Isso nos ajuda muito a criar cada vez mais conteúdo por aqui.

Depois me conta o que achou do vídeo?

Beijos da valen! 

Vamos conversar sobre consumo consciente?

 

É com muita honra que eu venho contar para vocês que essa semana teremos um evento muito especial. Vamos falar sobre moda, consumo consciente e sustentabilidade. Além disso, também vou contar para vocês por que resolvi começar o blog e quais são os meus objetivos com ele. Depois disso vamos ter uma mesa de conversa com as super Renata Cechinel – Fotógrafa e Taisse Marcos – idealizadora da Très Deyo.

Apresentando: Mínima

Mesmo com pouco tempo de blog (começamos em maio desse ano), já contei aqui algumas histórias de pessoas e marcas que me tocaram de verdade. História de gente que deixou o emprego, mudou a carreira, descobriu o que amava ou o que, simplesmente, não gostava. Diversas histórias lindas e inspiradoras, mas nenhuma dessas me emocionou tanto quando a da Mínima e sua idealizadora, a Fernanda.

Eu sei quem faz minhas roupas: Pera e Par (+ cupom desconto)

É possível sim se vestir bem, estar “na moda” e ser ético nas suas escolhas. Sabia? Nessa sessão chamada Eu sei quem faz minhas roupas eu quero mostrar isso para vocês.

De coração, eu realmente só visto o que eu gosto. Tendências, passarelas, cores da estação são para os designers. Euzinha olho e penso SIM? NÃO? TALVEZ? E se for talvez eu nem levo, haha.

Na minha última viagem para Florianópolis aproveitei para fotografar esse look com peças que eu amo e de duas marcas que já ganharam o meu coração.

Apresentando: Brasilis Boemia

 

Em um domingo qualquer desse inverno saí de casa para tomar um café da manhã e acabei tendo um daqueles encontros deliciosos e despretensiosos. Nessa ocasião conheci a Ana Carolina, sua vibe incrível e a história da maravilhosa Brasilis Boemia.

Já pensou entrar em um lugar onde você não tem com o que se preocupar? É moda ética, justa, sustentável e totalmente do bem por todos os lados? Essa é a Brasilis Boemia. Praticamente uma galeria, com verdadeiras obras de arte em forma de roupas e acessórios. Mas tudo isso é possível graças a curadoria super cuidadosa e criteriosa da Ana.