Apresentando: Bake Pães & Doces

Um dia desses eu resolvi que não queria mais explorar ninguém para estar na moda. Um tempo depois eu resolvi que com o meu alimento essa reflexão era igualmente importante (nesse post e nesse você vai entender melhor). Digo mais, em todas as áreas da nossa vida precisamos nos preocupar com a origem do que consumimos. A Bake, marca que vamos apresentar hoje aqui no blog, faz parte dessa minha reflexão.

Da infância até hoje

Essa história é muito legal, porque a Mari, idealizadora da Bake, é minha amiga de colégio. Sim! Estudamos juntas na sétima e oitava série e no ensino médio acabamos perdendo um pouco o contato. Eu sempre gostei muito dela e estávamos ligadas através das redes sociais (não divulgarei fotos desse passado distante, não criem expectativas).

Bom, em resumo, em algum momento da vida comecei a ver umas delícias passando pela minha timeline e descobri que a Mari era a responsável por elas. Pedi um dia para provar e pronto, virei cliente fiel. Nem minha vinda para São Paulo me fez parar de pedir os produtinhos da Bake.

Admito que a princípio o motivo era a qualidade do produto e o fato de serem deliciosos. Mas aos pouco, a medida que ia refletindo sobre minhas escolhas, comecei a valorizar a produção artesanal de alimentos também. Pronto, juntei, literalmente, a fome com a vontade de comer. Já amava a Bake e ela estava alinhada com os meus valores.

O brownie é meu produto preferido na Bake
O brownie é meu produto preferido na Bake

A História da Bake

A Mari é uma gastrônoma de mão cheia. Já na faculdade começou a fazer uns doces americanos, tipo cookies/cupcakes/brownies para vender e, como já estava se formando, resolveu fazer disso um negócio. O nome Bake, veio por causa da característica de seus pratos, inspirados nas tradições americanas.

Da encomendas de doces, para um café. Assim aconteceu o primeiro boom da marca. E apesar de não existir mais o ponto físico, ele tem uma importância gigante nessa história, porque foi lá que a Mari começou a ter contato com o seu próximo público alvo. Sim, cada dia alguém vinha pedindo para mudar algo no cardápio. Tinha aquele que não podia comer leite, o outro que estava evitando o trigo e a Mari quebrando a cabeça para agradar a todos. No fim do café a Bake já era sem lactose e passou a aceitar apenas encomendas, a princípio de bolos e tortas e futuramente ampliando o seu cardápio para os pães também.

Empresa familiar, produção por demanda

Exemplo de cardápio semanal da bake

Atualmente a empresa é familiar. Nela estão a Mari e o Junior, as mãe de ambos e dois funcionários (que já fazem parte da família também). Eles trabalham através de fornadas semanais que são divulgadas pelo instagram e what’s app. Dessa forma as pessoas fazem as encomendas que são entregues pelo próprio Junior ao longo da semana. Tudo super pessoal!

Eu admito que tenho umas preferências e já vou dar a dica para vocês, haha. Sou desesperadamente apaixonada pelos brownies que eles produzem, os de castanha do Pará e de avelã são os meus queridinhos da vida. O pão de castanha também é um dos únicos (pães) a entrar aqui em casa – sem trigo e com menos carboidrato que os pães convencionais. O molho pesto é o meu terceiro escolhido para apresentar para vocês. Esse eu já postei algumas vezes nos stories lá do instagram, esse molho vai da macarronada de domingo até o tostex da segunda sem carne – AMO!

Atualmente as entregas são feitas só lá em Floripa, mas vamos fazer uma campanha para a Mari mandar para gente aqui em SP ou em qualquer lugar da galáxia? Preciso desse tipo de delivery, sério.

Support your local girl gangbake doces

Bom, gente. O que eu realmente gostaria de fazer com esse post é agradecer a Mari e toda a sua equipe por esse trabalho incrível que vocês fazem. E reforçar para todos vocês a importância de valorizar o artesanal, o feito com amor, o feito à mão, o feito na sua cidade – evitar tudo que for industrializado. Assim, cada vez mais, vamos estimular nossa economia local, além de motivar um monte de gente que está querendo fazer e acontecer. Esse é o recado da vez – basicamente #supportyourlocalgirlgang!

 

Produção: São José/SC

Instagram: @bakedoces

  • Feito no Brasil;
  • Produção familiar; 
  • Produção artesanal e em pequena escala (por encomenda – evitando desperdício);
  • Tudo sem trigo e lactose; 

 

Você também pode gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *