Black Friday: não caia nessa tentação

Ahhh o fim de ano: verão, família reunida, muita comida gostosa e COMPRAS, COMPRAS E MAIS COMPRAS! E para completar e estimular ainda mais o consumo desenfreado chega ela, a tão esperada, desejada, cobiçada: a black friday.

 

São tantas oportunidades de bons negócios e descontos que nos sentimos quase forçados a aproveitar. Parece que se você não conseguir garantir aquele celular novo nesse dia, não conseguirá nunca mais.

Eu não sou extrema a ponto de achar que não devemos comprar na Black Friday, porque de fato, podemos sim encontrar bons negócios. Mas o que me incomoda são as propagandas agressivas que começam a surgir nessa época, ou melhor, desde o início do mês. O que nos faz precisar de ainda mais controle e força de vontade para nos mantermos só no necessário. Somente o necessário.

Por esse motivo separei 4 fatos para pensarmos antes de sair por aí comprando loucamente:

1. Descontos de 50,60,70, 80% não existem no mundo real

Sim! Você já parou para pensar que para uma marca conseguir dar 70% de desconto em um dia no ano, e mesmo assim lucrar, a margem dessa marca tem que ser gigante em todos os outros dias? Exatamente. Quer dizer que você é enganado o ano inteiro e ainda sai super feliz por ter feito uma bela compra.

Sim, o mundo não é tão belo assim!

2. 50% do dobro

Essa já é uma armadilha conhecida, mas sempre é bom relembrar.

Muitas empresas aumentam os preços durante o mês de Novembro para diminuírem no dia da Black Friday ou durante a semana. Não caia nessa armadilha.

Uma forma legal de acompanhar os preços é através do site Zoom. Nele, você consegue ter uma real noção da evolução de preços que o produto sofreu.

No fim da página aparece um gráfico mostrando a evolução do preço em várias lojas online. Se o valor vem aumentando muito nos últimos dias, fuja dessa opção.

3. Faça uma listinha

Essa eu faço para tudo, antes de viajar ou antes de alguma super promoção.

Liste tudo que você sabe que está precisando ou quer há algum tempo. Pode ser generoso com você. Porém, quando a loucura começar, se limite a procurar apenas o que está anotado no papel. Nada mais poderá entrar no seu carrinho se não estiver escrito ali. Essa é uma ótima forma de se manter na linha e aproveitar os descontinhos da época.

4. Não compactue com exploração

O que eu quero dizer com isso?

Poxa, não esqueça de tudo que falamos por aqui todos os dias, só porque TUDO ESTÁ UMA PECHINCHA! Valorize quem faz, o pequeno produtor, o artesanal. Essas marcas não vão conseguir te entregar os esperados descontos absurdos, mas em alguns casos conseguem fazer promoções mais modestas.

 

Pronto, com essas dicas podemos curtir muito esse Black Friday, antecipar possíveis comprinhas de natal e conquistar aquele eletrônico tão desejado.

Mas não se esqueça. Pare, pense e repense antes de comprar qualquer coisa.

Mesmo porque, quem aí gosta de ser manipulado pelos outros? Eu não curto nada.

Beijos e até quinta!

Você também pode gostar de

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *