Quem fez minhas roupas: Movimento Fashion Revolution

O Fashion Revolution é um movimento mundial de conscientização sobre toda cadeia produtiva de roupas. Desde o cultivo da matéria prima, passando pela confecção até o consumidor final, ou até mesmo depois disso (descarte correto).

 

Movimento Fashion Revolution pergunta: Who made my clothes?

O movimento surgiu no Reino Unido após o desabamento do edifício Rana Plaza em Blangladesh em 24 de Abril de 2013. A tragédia matou 1138 funcionário e deixou muitos outros feridos.

 

O documentário The True Cost, disponível no Netflix, conta um pouco mais sobre esse e outros acidentes que ocorreram em “fábricas de suor” . Já assistiu o documentário? Clica aqui para conferir nosso post sobre a produção.

 

Fashion Revolution Week 2017

Hoje em dia o movimento usa a semana do aniversário da tragédia para conscientizar mais pessoas a cada ano. A ideia é que os consumidores utilizem as redes sociais para questionar as grandes empresas sobre: Who made my clothes? (Ou Quem fez minhas roupas? Em português).

Fashion Revolution Brasil

 

Aqui no Brasil o movimento já está bem articulado, promovendo eventos e bem atuantes nas redes sociais.

Instagram Fashion Revolution Brasil – Clique aqui para segui-los 

 

Apesar de ter descoberto o movimento após começar minhas buscas sobre marcas autorais e produção justa, o Fashion Revolution tem grande influência na criação do QFSR. E apesar da minha vontade de estender a proposta para todas as coisas que consumimos, de fato, a galera da moda se adiantou nesse processo de reflexão e hoje em dia o movimento já é muito popular. Talvez pelo impacto ambiental gigante que a indústria têxtil causa? Talvez pela repercussão que o mundo fashion tem? Não sei ao certo, mas de fato o tema chama a atenção de muitas pessoas para uma mudança de consciência.

E eu espero que esse seja apenas o primeiro passo.

Tanto para o blog, quando na vida das pessoas.   

Você também pode gostar de

4 Comentários

  1. Acho que deve ser a combinação dos dois mesmo. Influência da moda com o impacto ambiental. Amei o post, só fiquei confusa do porque começou após a tragedia de Bangladesh.. o desabamento foi por conta da produção e exploração em massa da indústria têxtil?

    1. Desculpa, acho que talvez não tenha ficado muito claro. Mas sim, os funcionários da fábrica já tinham avisado os seus superiores sobre as rachaduras no prédio. A construção já estava condenada mas os trabalhadores eram forçados a continuar trabalhando.

      O Rana Plaza é um marco, foi quando o mundo passou a olhar e entender o que estava rolando por lá. Sabe?

      No documentário The True Cost eles explicam melhor essa história.
      http://quemfazsuasroupas.com/2017/08/07/the-true-cost/ Nesse post eu também explico um pouco melhor sobre o que rolou por lá.

  2. Incrível! Muito feliz por vc ajudar a divulgar um movimento tão importante! Se não fosse teu blog muita coisa eu não saberia… E que tudo se estenda ao que consumimos num geral, né! Tá demais! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *