A batalha do couro: Fake ou Natural?

Polêmica no QFSR! Você, é a favor do couro fake? Ou você prefere investir em um produto de couro natural? Qual tipo de material é melhor? Qual dura mais? Qual é mais ecofriendly? Vamos conversar sobre isso?

Eu sempre entendi que o couro natural era mais resistente que o couro fake. Desde adolescente nas vezes em que podia optar por um deles, escolhia o natural (ex: uma bota marrom que ganhei da minha mãe quando tinha uns 17 anos, ou seja, 9 anos atrás, e está ótima até hoje). Mais velha e responsável pelo meu próprio dinheiro, passei a consumir produtos de couro fake. Não por opção, e sim por “era o que dava para pagar”.

Porém, nos últimos 2 anos vi 3 bolsas irem “para o lixo” e comecei a me perguntar se essa era mesmo a melhor opção.

Vamos fazer um comparativo?

 

NO BOLSO (é o que o povo quer saber! haha):

Em relação a dinheiro, o investimento inicial em uma bolsa de couro natural é muito maior, porém, a longo prazo a durabilidade é absurdamente superior.

Exemplo:

Em fev/2012 eu comprei uma bolsa de couro natural (r$ 400,00).

A bolsa é ótima, me acompanha até hoje e precisou apenas de alguma manutenção básica (r$ 60,00) ao longo desses 5 anos e meio.

= r$ 460,00 em 66 meses.

Em jun/2016 eu estava atrás de uma bolsa preta para trabalhar. Encontrei uma bonita e que poderia pagar (r$ 260,00), era de couro fake.

Ela atendia todas as minhas necessidades, mas estragou a alça em menos de seis meses, cheguei a arrumar (r$ 30,00) mas ela estragou, novamente, em menos de 2 meses depois.

= r$ 290,00 em 8 meses.

Ou seja, se lá em 2012, no lugar da bolsa de couro natural, eu tivesse comprado a fake já teria trocado de bolsa aproximadamente 7 vezes. Nem precisa fazer um comparativo financeiro para isso, certo?

 

Vitória: COURO NATURAL (de lavada)!

 

MEIO AMBIENTE:

Couro fake, na maior parte das vezes é feito de matéria prima derivada do petróleo. Não se tem a real ideia do período de degradação desse material. Ou seja, você pode ter adquirido um produto que vai permanecer por gerações e gerações nesse nosso mundão. Nada legal, né?

Porém, diferente do que eu pensava, em minhas últimas pesquisas, descobri que o couro natural também não é biodegradável. Ele tem um período de degradação menor que o derivado do petróleo, mas devido a utilização de químicos no processo ele acaba se tornando um poluente importante também.

Mas e agora? Qual a melhor opção? Acho que a melhor opção é comprar o mínimo e valorizar o produto para que ele tenha a maior vida útil possível. E pela minha experiência, o couro natural me dá maior possibilidade de fazer isso.

Outra opção super legal é procurar marcas que trabalham com o excedente de couro das grandes industrias. Talvez esse seja o melhor dos mundos. Conhece alguma marca assim? Nós conhecemos e vamos apresentá-la aqui, na quinta-feira (spoiler on, haha).

 

Vencedor: Empate técnico negativo em relação ao impacto ambiental.

 

IDEOLOGIA:

A questão ideologia é inegável. Veganos vão optar pelo couro fake. Eu entendo isso, mas fica aqui uma dúvida. E esse material que sobra, vai para o lixo e emite um monte de químicos no meio ambiente? Isso não é bom para nossos animais, para nossa água e para o nosso planeta. Se isso pode ser reaproveitado, não é uma boa opção para todos?

 

Vencedor: Nesse item cada um tem o seu, haha.

 

E você? Qual a sua opção? Vamos conversar sobre isso? Deixe seu comentário me contando sua opinião e sua forma de escolha. Esse assunto ainda gera muita dúvida em mim e em muita gente, trocando conhecimento podemos evoluir juntos!

8 comments
  1. Adorei o post e as comparações! Muito bom pra gente refletir… Mas como ambas as opções deixaram a desejar tanto em meio ambiente, quanto em ideologia, gostaria de ver um post com uma alternativa legal, bonita e consciente ao couro, seja ele natural ou sintético. Outro material para bolsas e casacos tão charmoso e duradouro quanto, porém mais completo naqueles dois outros quesitos… Aceita o desafio? Vamos amar ???? Suas pesquisas e tudo que está trazendo no blog estão demais!!!

    1. Total!! Você está certíssima! No final das contas as duas opções são péssimas para o meio ambiente.
      Quinta-feira vai ter post para tentar ajudar a solucionar esse dilema, com uma marca linda estilosa e consciente. Estou super empolgada!
      Volta na quinta para conversarmos mais?
      Beijos!

  2. Ansiosa para saber qual marca trabalha com os resíduos do abate. Na minha cabeça todas as peças de couro vinham desse método!

    1. Oi Barbara, tudo bem? A marca que vamos apresentar quinta trabalha com os resíduos das produtoras de produtos de couro (desculpa pela redundância, haha) – tipo bolsas e sapatos. Ou seja, independente da origem dele (que eu acredito que seja de abate sim), a marca usa matéria prima que iria para o lixo e transforma em produtos incríveis. Mas vou parar o spoiler por aqui, haha. Volta na quinta para conhecer e conversamos mais sobre o tema, o que acha? Tenho certeza que você vai amar! Beijos!

  3. Mas como vegana não Ainda sim prefiro comprar fake, até porque se eu conseguir controlar para onde está indo minha bolsa ao descartar, nao vai ter impacto negativo no mundo e nem vai ser a pele de um animal.

    1. Legal Maria! Realmente acho que o item ideologia é algo importante para os veganos. Você poderia dividir com a gente como faz o descarte desse material? De fato é uma dúvida para muita gente.

  4. Oi Valen, pensamos muito parecido…
    Acho que o negócio é consumir menos e avaliar sempre a situação e o porquê de uma nova compra, independentemente do material.

    Eu também ainda opto pelo couro natural, mas sempre atenta a marcas que utilizem o couro de abate (não acho que todas utilizem não…).

    Vou dar uma olhada no post da marca legal que você comentou:)

    1. Legal Dani!
      Isso, depois me conta o que você achou da PP? Eu realmente achei o trabalho das meninas incrível. Vai ser difícil me convencer sobre uma opção melhor que essa. Mas estamos em constante busca!
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *