Fake Fair Trade

 

EXTRA EXTRA! Post urgente para falar sobre um tema muito importante. Na semana passada a empresa brasileira FARM foi acusada por dumping social. Isso me incomodou muito (cheguei a fazer um post no instagram stories sobre isso). Então vamos conversar um pouco sobre?

Fake Fair trade (falso comércio justo)

 

O que é Fair Trade você já sabe, certo? Se não sabe, esse post vai te esclarecer. E fake Fair Trade, você faz ideia do que significa?

São empresas que pregam uma coisa e fazem outra. Sabe o famoso lobo mau em pele de cordeiro?  Exatamente isso!

Para mim, que resolvi mudar e conhecer a origem do que consumo, faz muito mal pensar que posso estar sendo enganada pelas empresas. E por esse motivo, estou tentando conhecer os produtores pessoalmente, tipo olho no olho haha, e também, quando possível, o processo de produção para apresentá-los a vocês.

Para diminuir essa possibilidade de ser enganado a Fairtrade International e a Fair Trade USA criaram uma certificação para isso. Funciona como um selo, uma garantia de que consumindo aquele produto ou naquele determinado local certificado, você não explorou ninguém na cadeia produtiva. Isso vale desde o produtor da matéria prima, até a pessoa que atendeu você na loja.  Muito legal, né? Porém, essa certificação é muito cara e acaba deixando o produto final mais valorizado. Aqui no Brasil ainda não existem muitas empresas e produtores fair trade. E esse se tornou um dos objetivos do QFSR, ajudar você a não cair no conto da carochinha.

Voltando ao assunto FARM. Não posso acusa-la de fake Fair Trade, pois a empresa não sustentava esse selo. Porém, é uma empresa que utiliza em seu marketing o fato de produzir no Brasil (o que teoricamente gera credibilidade para empresa, já que temos leis trabalhistas severas por aqui), além de vender a ideia de uma empresa cool, nacionalista e responsável.

Será?

 

Segundo a matéria utilizada como referência* para esse tema a FARM informou em nota que considera injusta e arbitrária a posição da justiça. A empresa ainda afirma que possui um reduzido número de processos trabalhistas em relação ao total de empregados e que irá recorrer da decisão e está “confiante em sua reforma”.

 

Vamos aguardar os próximos capítulos, enquanto isso continuamos aqui, incentivando os pequenos produtores e conhecendo de pertinho a história de cada um deles. <3

 

 

* http://jurisbahia.com.br/farm-e-condenada-pela-justica-do-trabalho-por-dumping-social/

4 comments
  1. Muito legal vc abordar esses temas aqui! Ótimo estar antenada nisso tudo de alguma maneira… e você está nos ajudando muito! Parabéns! E obrigada, claro ????

  2. Disponibiliza a matéria que tu utilizou como referência? Quero ler!! E cá pra nós, nunca gostei da Farm. ¬¬

  3. Ai no way! Nunca mais compro lá..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *